sábado, 27 de junho de 2009

CANÇÃO DE AMOR...

Foto de Rudy Trindade





Canção de Amor





A minha inspiração está no amor
Que me traz da alegria a sensação
A minha inspiração está na dor
Que me atormenta o coração.





Muitos amores, versos de emoção,
Canto d'alma que sente todo ardor
De uma Felicidade em ascenção
Na canção balbuciada com fervor





Canção de amor, nostálgicos desejos
De carinhosa mão, de doces beijos,
De alma irmã a vibrar no mesmo canto.





Canção de amor um cântico risonho
Duas almas sonhando o mesmo sonho
Almas irmãs chorando o mesmo pranto.





Antonio Fernandes Moura da Trindade

4 comentários:

Regina Fernandes disse...

Lindos, a foto e o poema! Sempre é hora de falar de amor.
Bjs amiga

NICE PINHEIRO disse...

Pois é Regina. Quando li o poema, fiquei apaixonada. E quando o Rudy me autorizou a pubicá-lo, pedi uma foto dele para ilustrar. Então, ele enviou essa foto linda. Fico feliz quando posso dividir belos textos, poemas e fotos com todos.
bjs linda

Rudy Trindade disse...

Regina e Nice
Obrigado pelas palavras.
meu pai o autor do texto, era um poeta "amador" e me ensinou muitas coisas que ainda gosto de fazer mas impraticáveis nos dias de hoje..
por exemplo, abrir porta do carro(desisti.. a não ser com minha filha que espera...), puxar a cadeira(ainda tento e consigo as vezes)...
e também, que em mulher não se bate nem com uma flor...
bons tempos...

NICE PINHEIRO disse...

rs..Como assim, impraticáveis? Pois eu adoro que um cavalheiro abra a porta do carro para mim e puxe a cadeira para eu me sentar...rs. Gosto de receber um belo buquê de flores do campo, ou um belo arranjo de orquídeas.E é verdade: em mulher não se bate nem com uma flor...Pela beleza e sensibilidade de seus trabalhos, tenho certeza que vc é um perfeito cavalheiro. Um autêntico gentleman! Vamos combinar: um homem gentil é tudo de maravilhoso! Tenho certeza que a Regina pensa da mesma forma...